segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Operação integrada resgata 49 aves silvestres e detém três pessoas na feira livre da Cidade da Esperança

Três homens foram detidos na operação
A feira livre do bairro de Cidade da Esperança, na zona Oeste da capital, foi alvo nesse domingo (20), de uma operação conjunta denominada Asas da Liberdade, que reuniu a Guarda Municipal do Natal (GMN), a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), a Delegacia Especializada na Proteção do Meio Ambiente (Deprema) e a Companhia Independente de Proteção Ambiental (Cipam). Na ocasião, foram resgatados 49 aves silvestres que estavam sendo comercializadas de maneira ilegal.

Gaiolas e viajantes utilizados para prender os pássaros foram apreendidos
Na operação, foram detidas em flagrante e conduzidas a delegacia três pessoas que negociavam as aves na feira livre. Os detidos foram enquadrados na lei federal de crimes ambientais (Lei 9.605/1998) e ainda foram autuados com multa pecuniária no valor de R$ 500 por unidade de pássaro apreendido em sua posse. “Por mais que façamos o trabalho de fiscalização e a orientação de maneira educativa é comum flagramos pessoas reincidentes nessa modalidade de crime contra o meio ambiente”, comentou a coordenadora do Grupamento de Ação Ambiental da GMN, Francineide Maria.

As aves resgatadas pelos guardas municipais, fiscais ambientais e policiais são das mais variadas espécies. Entre elas estavam presentes golinha, azulão, sibite, galo de campina, tiziu, açum-preto, sabiá-laranjeira, sanhaço bico de veludo, sabiá-barranco, baiano e tico-tico-rei.

Aves silvestres de varias espécies foram resgatadas
Em caso de denúncias envolvendo o comércio ilegal, maus tratos ou confinamento de animais silvestres o cidadão pode informar ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), discando 190. No local, existem equipes que vão direcionar a ocorrência para as viaturas de patrulhamento ostensivo no intuito de inibir delitos dessa natureza. “Essa prática é danosa ao meio ambiente e é crime, por isso pedimos que as pessoas não mantenham presas, não comprem nem vendam animais silvestres, e se tiverem conhecimento desse tipo de crime denunciem”, solicitou a coordenadora do Gaam/GMN, Francineide Maria.

Aves serão soltas em seu habitat natural
A operação Asas da Liberdade deve ser continuada e outras feiras livres da capital serão alvos da ação no sentido de evitar o comércio ilegal de aves na capital potiguar. A Lei de Crimes Ambientais (9.605/98) prevê detenção de seis meses a um ano e multa para quem vende ou expõe a venda, sem a devida permissão legal, aves silvestres.


Texto: Assecom GMN.
Contato: assecomgmn@hotmail.com.

Operação da GMN, Semurb, Deprema e Cipam apreende paredões de som

Três encontros de paredões foram fechados pelos guardas municipais, fiscais e policiais
Três encontros de paredões de som automotivo foram fechados durante uma operação conjunta realizada nesse final de semana pela Guarda Municipal do Natal (GMN), Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), Delegacia Especializada na Proteção do Meio Ambiente (Deprema) e a Companhia Independente de Proteção Ambiental (Cipam). No total, foram apreendidos oito paredões de som, três pessoas foram responsabilizadas criminalmente, de acordo com o artigo 60 da lei 9.605/1998 e outras sete foram autuadas administrativamente com multas que variam de R$ 384 a R$ 1.800.

Os eventos reunindo paredões de som estavam sendo realizados nas praias da Redinha e de Santa Rita. Na ocasião, as equipes de fiscalização exigiram a licença para funcionamento da festividade e como a organização não dispunha de nenhuma autorização os encontros foram fechados pelos agentes da Guarda Municipal, Semurb, Deprema e Cipam. Já as apreensões dos equipamentos de som denominados paredões foram realizadas em vários bairros da capital, entre eles, Planalto, Cidade Nova, Bom Pastor, Nova Cidade e Redinha Nova.

Paredões foram apreendidos em vários bairros da capital
De acordo com a coordenadora do Grupamento de Ação Ambiental da GMN, Francineide Maria, o principal objetivo da operação é combater a poluição sonora e a pertubação do sossego. “Trabalhamos integrados no sentido de combater esse tipo de delito. É preciso que o cidadão se conscientize que a utilização do paredão de som em via pública é crime ambiental. Outra coisa é que nesses locais onde são utilizados paredões é também comum encontrarmos crianças e adolescentes fazendo uso de bebida alcoólica”, comentou.

Além de Lei Federal que prevê crime ambiental, o artigo 3º da Lei municipal nº 6.246, sancionada em 20 de maio de 2011 em Natal, versa sobre a proibição do funcionamento dos paredões de som nas vias, praças, praias e demais logradouros públicos do município de Natal e define “paredão de som” como “todo e qualquer equipamento de som automotivo rebocado, instalado ou acoplado nos porta-malas ou sobre a carroceria dos veículos”.


Texto: Assecom GMN.
Contato: assecomgmn@hotmail.com.

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

GMN e Semurb desocupam área pública invadida no bairro de Pajuçara

Foi utilizado uma retroescavadeira para desocupar a área invandida
A Guarda Municipal do Natal (GMN) e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) atuaram em conjunto numa operação de desocupação de área pública deflagrada nessa quinta-feira (17). A intervenção aconteceu na Rua Mar do Leste, no bairro de Pajuçara, na zona Norte da capital.

Na ocasião, os guardas municipais e fiscais ambientais encontraram a área pública dividida por cercas. Baldrames estavam fincados no terreno e construções de alvenaria já estavam sendo iniciadas. Alguns dos responsáveis foram encontrados no local e foram avisados da demolição e retirada das cercas. Não houver nenhuma resistência por parte dos invasores.

De acordo com informações repassadas pela equipe de guardas municipais que apoiaram a operação de demolição, foi montado um esquema com a utilização de retroescavadeira e caçamba, o que possibilitou a derrubada das edificações iniciadas e a retirada dos entulhos gerados na operação. “É importante lembrar que a pessoa que invade terreno público e lá efetuar obra comete crime e é um dever do município coibir esse tipo de invasão, evitando danos sociais e ao meio ambiente”, comentou a coordenadora do Grupamento de Ação Ambiental da GMN, Francineide Maria.

O patrulhamento realizado pelos guardas municipais é orientado para a observação de qualquer movimentação estranha em área pública com o objetivo de evitar a posse clandestina ainda no seu início. “Sabemos da importância que é agir rapidamente nesses casos de invasão de terreno público, pois o problema no seu início envolve menos pessoas e fica mais rápido de ser resolvido pelo poder público”, concluiu a guarda municipal.

A população pode contribuir com o combate a esse tipo de delito efetivando denúncias pelo número 190. No Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) há uma equipe de guardas municipais que repassam as informações para as unidades operacionais de patrulhamento da GMN e para o setor de fiscalização da Semurb.


Texto: Assecom GMN.
Contato: assecomgmn@hotmail.com.

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Nasgam organiza caminhada na trilha Peroba do Parque das Dunas

Percurso de ida e volta na trilha Peroba compreende 2,4km
O Núcleo de Apoio ao Servidor da Guarda Municipal do Natal (Nasgam) está promovendo a I Caminhada Sangue Azul Marinho na Trilha Peroba da reserva ambiental do Parque das Dunas. O percurso será realizado na próxima terça-feira (22), ás 7h.

Os guardas municipais interessados devem efetivar sua inscrição por meio do número de whatsapp (84) 98837-0140 informando o nome completo e o e-mail. O agente pode levar até um acompanhante. Para deslocamento até o ponto inicial da trilha será disponibilizado uma van que sairá às 6h, de um local previamente divulgado pela organização do evento.

O coordenador do Nasgam, Alexandre Melo, alertou que nessa primeira caminhada estão disponíveis um total de 25 vagas e terão prioridade os guardas municipais que primeiramente efetivarem suas inscrições. “Nosso objetivo é incentivar a prática de hábitos saudáveis no âmbito da Guarda Municipal do Natal”, comentou Alexandre.

O portão de entrada da Trilha Peroba está localizado no Bosque dos Namorados e o percurso se estende até o mirante. São 2,4km (ida e volta) e aproximadamente 1h30 de caminhada.


Texto: Assecom GMN.
Contato: assecomgmn@hotmail.com.


Carro roubado é encontrados por guardas municipais no bairro das Rocas

Guardas municipais encontraram o carro no bairro da Rocas, zona Leste de Natal
Equipe do patrulhamento preventivo da Ronda Ostensiva da Guarda Municipal do Natal (Romu/GMN) conseguiu recuperar na manhã desta quarta-feira (16), um veículo notificado com queixa de roubo. Os guardas municipais atenderam uma denúncia de roubo a mão armada de um carro modelo Chevrolet Prisma, cor branca, placas OWG 9638, e conseguiram confirmar a localização do automóvel na Rua São Sebastião, bairro das Rocas, na zona Leste da cidade.

De acordo com informações repassadas pela equipe de guardas municipais que atenderam a ocorrência, o veículo foi roubado por volta das 20h dessa terça-feira (15), no bairro de Nossa Senhora da Apresentação, zona Norte de Natal. Homens armados renderam o proprietário do automóvel no momento em que o mesmo chegava em sua residência. Os assaltantes tomaram os pertences da vítima e fugiram levando o carro.

Veículo tinha sido tomado de assalto por homens armados
Os guardas municipais fizeram diligências na área onde o carro foi localizado na tentativa de encontrar os suspeitos do roubo. Populares informaram que homens desconhecidos abandonaram o veículo e fugiram em destino incerto. “Acreditamos que eles utilizaram o carro para praticar outros delitos de roubo e em seguida descartaram nessa rua”, supôs um dos agentes da GMN.

O veículo foi conduzido a Delegacia Especializada em Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov) onde passou por vistoria e em seguida foi devolvido ao proprietário.


Texto: Assecom GMN.
Contato: assecomgmn@hotmail.com.

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Núcleo de Apoio ao Servidor da Guarda Municipal lança projeto Conversando Francamente

GM Graça Soares mediou debate da abertura do projeto Conversando Francamente
O Núcleo de Apoio ao Servidor da Guarda Municipal do Natal (Nasgam) lançou nesta semana o projeto Conversando Francamente, que busca promover debates sobre saúde, qualidade de vida e temas de relevância social. A abertura das atividades do projeto foi contemplada com uma roda de conversa abordando os 11 anos da Lei Maria da Penha.

A mediadora do debate foi a guarda municipal, militante da causa de combate a violência contra a mulher e membro do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher em Natal, Graça Soares. Na ocasião foram discutidos pontos de maior importância referente a Lei Maria da Penha. Entre eles, os impactos da lei no combate a violência contra a mulher e a sua operacionalização, o aumento do feminicídio no país e a necessidade de criação de políticas públicas mais eficientes de proteção e amparo a mulher.

Projeto Conversando Francamente abordou a Lei Maria da Penha
Uma situação destacada no debate de ideias foi a importância da mulher vítima de violência denunciar aos órgãos competentes qualquer violação dos seus direitos fundamentais. Como também a obrigação do estado fornecer canais de denúncia e principalmente, amparo e proteção as vítimas. “A mulher não deve calar frente a violência e sim lutar pelo respeito ao seu direito de viver sem violência. E o estado tem o deve de proteger as vítimas”, afirmou Graça Soares.

A abertura do projeto Conversando Francamente do Nasgam contou com a participação da primeira delegada da mulher em Natal, Margarete Gondim, com a militante feminista e advogada, Luciana Bezerra, com a atleta olímpica, Magnólia Figueredo, com representantes da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) lotados no Departamento de Direitos Humanos, no Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M) e no Programa Semente Cidadã, além membros da Faculdade Estácio de Sá, guardas municipais e lideranças comunitárias.


Texto: Assecom GMN.
Contato: assecomgmn@hotmail.com.

Guardas municipais detêm homem lançando resíduos de construção civil em ZPA

Guardas municipais conseguiram interceptar suspeito quando tentava deixar o local do delito
Agentes do Grupamento de Ação Ambiental da Guarda Municipal do Natal (Gaam/GMN) detiveram na manhã desta quarta-feira (09) um homem que depositava resíduos sólidos de construção civil em área pertencente a Zona de Proteção Ambiental 01, nas proximidades do Parque da Cidade de Natal. O cidadão detido pelos guardas municipais utilizava um veículo modelo Fiat Strada para transportar os restos de construção civil que estavam sendo lançado no local protegido por lei ambiental.

De acordo com informações repassadas pela coordenadora do Gaam/GMN, Francineide Maria, os guardas municipais realizavam vigilância do setor a partir de um ponto de observação dentro do Parque da Cidade quando visualizaram o crime ambiental sendo praticado. “Diante disso, nossa equipe se deslocou até o local do fato e conseguimos interceptar o veículo que já partia em retirada”, contou.

Na ocasião, foram abordados os dois suspeitos que estavam dentro do veículo. “O motorista do carro acabou assumindo a autoria do delito e explicando que mesmo tendo conhecimento das proibições vigentes na área e eles resolveram tomar a atitude devido já se encontrar resíduos no setor”, relatou a coordenadora do Gaam/GMN.

Os guardas municipais fotografaram toda a cena da infração e conduziram o motorista detido até a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) onde foi registrado o Termo de Audiência e Comparecimento para prosseguimento do processo de infração.


Texto: Assecom GMN.
Contato: assecomgmn@hotmail.com.